sexta-feira, 28 de maio de 2010

Diversidade tem espaço em festival de cinema de Nova Friburgo

1º CINEAMOR MOVIMENTA NOVA FRIBURGO COM EXIBIÇÃO DE 40 FILMES BRASILEIROS E INTERNACIONAIS

Festival temático promove mostra competitiva de curta-metragem e mostra não-competitiva com três longas ainda inéditos no circuito nacional.

Em junho, Nova Friburgo será palco de um novo festival de cinema: o CINEAMOR, que promete conquistar o coração dos brasileiros. Marcado para acontecer entre os dias 4 e 13 de junho, em meio às comemorações do Dia dos Namorados e de Santo Antônio (famoso santo casamenteiro), a primeira edição do evento vai reunir 40 filmes centrados na temática do amor, entre eles, 15 curtas-metragens e 25 longas emblemáticos da cinematografia mundial. A lista de longas traz três filmes ainda inéditos no circuito brasileiro. São eles Brilho de uma paixão, Coco Chanel & Igor Levinsky e Cartas para Julieta. A programação também inclui a exibição de três curtas inéditos, selecionados através de um concurso prévio de roteiro e projetos, premiados no valor de R$ 60 mil cada.
Os 15 curtas serão exibidos dentro de uma mostra competitiva de onde sairão o vencedor na escolha do público e do júri. O público também terá a chance de escolher o campeão entre as três produções vencedoras do concurso de roteiro, selecionadas entre 120 trabalhos de todo o Brasil. São elas: “A florista do outro lado da praça”, de Guga Caldas, “Um outro ensaio”, de Natara Ney, e “Love express”; de Patrícia Lopes e André Pellenz.
O CINEAMOR promove ainda uma programação cultural paralela com atrações de música, poesia e exposições que promete aquecer e embalar os romances na serra de Friburgo enquanto o festival estiver por lá. Vão estar presentes Marcelo D2, Otto, grupo Brasov, Cia. Velha, Quinteto Afonso Vieira, entre outros.
A escolha por Nova Friburgo não foi à toa. Na verdade, a região tem características perfeitas para um evento que tem como cunho principal o amor. Famosa por suas belezas naturais e pelo clima propício ao romantismo, a região é o principal pólo de moda íntima do Brasil, um elemento certamente sugestivo para tratar do tema. A expectativa é de que o evento seja uma rica contribuição para a formação de novas platéias e um incentivo a produtores e cinéfilos para voltarem seus olhares a esse gênero, campeão de bilheterias, que sempre encantou a todos.
O 1º CINEAMOR conta com o patrocínio da ENERGISA, e da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, o apoio da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho e os apoios institucionais da Prefeitura de Nova Friburgo, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Estado do Rio de Janeiro – SEDEIS, APL da Serra, e Rota 116.

MOSTRA DE LONGAS - Com 25 filmes selecionados, a mostra não-competitiva de longas reforça toda a versatilidade do tema e será apresentada ao público dividida em diversas categorias:
CINEAMOR LANÇAMENTOS - as novidades do amor nas telas brasileiras:
· Brilho de uma paixão (2009), de Jane Campion
· Coco Chanel & Igor Stravinsky (2009), de Jan Kounen;
· Cartas para Julieta (2010), de Gary Winick.
CINEAMOR SEXY - o erotismo como manifestação do amor:
· Diário proibido (2008), de Christian Molina
· Shortbus (2006), de John Cameron Mitchell
· Lady Chatterley (2006), de Pascale Ferran
· 9 ¹/2 semanas de amor (1986), de Adrian Lynne
· Eros (2004), de Michelangelo Antonioni, Steven Soderbergh e Wong Kar-Wai
· Ultimo tango em Paris (1972), de Bernardo Bertolucci
· E Deus criou a mulher (1956), de Roger Vadim
CINEAMOR CLÁSSICO - o amor romântico na forma mais idealizada e eventualmente redentora:
· Doutor Jivalgo (1965), de David Lean
· Amor sublime amor (1961), de Robert Wise e Jerome Robbins
· A estrada da vida (1954), de Frederico Fellini
· Crepúsculo dos deuses (1950), de Billy Wilder
· Lolita (1962), de Stanley Kubrick
· Um homem e uma mulher (1966), de Claude Lelouche
· Uma mulher para dois (1962), de François Truffaut
CINEAMOR CLÁSSICOS MODERNOS - as últimas três décadas em alguns de seus mais expressivos filmes amor:
· Love story – uma história de amor (1970), de Artur Hiller
· Ghost - do Outro Lado da Vida (1990), de Jerry Zucker
· Romeu e Julieta (1968), de Franco Zefirelli
· Quatro casamentos e um funeral (1994), de Mike Newell
· Annie Hall – Noivo Neorótico, Noiva Nervosa (1977), de Woody Allen
· Antes do amanhecer (1995), de Richard Linklater
· Reconstrução de um amor (2003), de Christoffer Boe
CINEAMOR SEM PRECONCEITO - o amor sob o olhar da diversidade, curadoria sob responsabilidade do pioneiro Festival Mix Brasil
· O pecado da carne (2009), de Haim Tabakman
· Tirésia (2003), de Bertrand Bonello
· Fucking different São Paulo (2010), de Diretor: Joana Galvão, Monica Palazzo, Max Julien, Ricky Mastro, René Guerra, Silvia Lourenço, Sabrina Greve, Rodrigo Diaz, Gustavo Vinagre, Herman Barck e Luciana Lemos
· Do começo ao fim (2009), de Aluisio Abranches
· Felizes juntos (2007), de Wong Kar-Wai
· O direito de amar (2009), de Tom Ford
CINEAMOR BEM BRASILEIRO - várias leituras do amor a partir do olhar dos nossos cineastas:
· Histórias de amor duram apenas 90 minutos (2010), de Paulo Halm
· Viajo porque preciso, volto porque te amo (2009), de Marcelo Gomes e Karim Anouz
· Cão sem dono (2007), de Beto Brant e Renato Ciasca
· Apenas o fim (2008), Matheus de Souza
· Quanto dura o amor? (2009), de Roberto Moreira
· Eu sei que vou te amar (1986), de Arnaldo Jabor
· Filme de Amor (2003), de Julio Bressane
· Romance (2008), de Guel Arraes
· Amores (1998), de Domingos de Oliveira
CINEAMOR ROMANCE, CIÚMES e TRAIÇÕES (o amor do bem e do que nos faz sofrer
· Ervas daninhas (2009), de Alain Renais
· Canções de amor (2007), de Christophe Honoré
· Apenas um beijo (2004), de Ken Loach
· Coração louco (2009), de Scott Cooper
· Ah! o amor (2009), de Fausto Brizzi
· Hanami – cerejeiras em flor (2008), de Doris Dorrie
· Beijo roubado (2007), de Wong-Kar-Way

MOSTRA DE CURTAS – A lista dos curtas traz produções assinadas por cineastas de todo o país. De São Paulo temos Ressaca, de Rene Brasil e A mais forte, de Rick Mastro. Do Rio de Janeiro, temos Ana Beatriz, de Clarisse Cardoso; Uma canção de dois humanos, de Giovane Barros; Ensaio de Cinema, de Allan Ribeiro; Vida vertiginosa, de Luiz Carlos Lacerda; Fácil como a vida, de Pedro Perazzo; Sitiados, de Marcelo Quintela e Bovnard; e O cão, de Luciano Dantas. Do Nordeste, foram selecionados Depois da Chuva, de Helton Paulino (Campina Grande); São, de Pedro Severien; e Tchau e Benção, de Daniela Bandeira (ambos de Recife), além de Céu limpo, de Marcley de Aquino e Duarte Dias. Para finalizar, de Porto Alegre, temos Palavra Roubada, de Mirela Kruel e Felipe Diniz, e A menina metalingüística e o menino melancólico, de Guga Caldas (Brasília), também selecionado no concurso de roteiro e projetos promovido pelo festival com o filme A florista do outro lado da praça.
Segundo a direção do evento, os curtas selecionados formam um painel significativo que reforça a certeza de que o AMOR é realmente um tema inesgotável, provocativo e transformador. Os estilos cinematográficos são diversos dando a oportunidade para o público mergulhar sob o tema através de diferentes focos e olhares.

ROTEIROS PREMIADOS – além dos 15 curtas selecionados serão exibidos mais três filmes do mesmo formato, escolhidos através de um concurso de roteiro e projetos promovido pelo festival. Os vencedores foram contemplados com um prêmio no valor de R$ 60 mil para a produção de cada obra. Os projetos foram escolhidos entre 120 trabalhos inscritos de todo o Brasil e começaram a ser rodados em maio, na região de Nova Friburgo. Coube ao júri formado por Elza Cataldo (cineasta mineira), Ailton Franco Jr. (produtor de cinema e diretor do Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro) e Alexandre Carlos Moreira (cinéfilo e membro permanente do júri de seleção do Festival CINEPORT), a escolha dos roteiros premiados. De Brasília, foi selecionado A florista do outro lado da praça, de Guga Caldas. Do Rio, dois projetos foram escolhidos: Um outro ensaio, de Natara Ney, e Love express; de Patrícia Lopes e André Pellenz.
Os roteiros tinham que ter como pano de fundo a região serrana fluminense e o tema central deveria ser “o amor”. Como locação, os roteiristas podiam escolher entre o centro e o bairro de Mury, de Nova Friburgo, ou os distritos de Lumiar e São Pedro da Serra – lugares onde o festival fará exibições em praças públicas e em salas de cinema. Além disso, o concurso exigia que metade da equipe devesse ser formada por profissionais locais, promovendo assim o envolvimento da comunidade com o evento e estimulando a economia local, por meio do turismo e da geração de empregos temporários. Os curtas terão duração entre 10 a 30 minutos.

PERFIL DOS VENCEDORES:
Guga Caldas (A florista do outro lado da rua) - nascido e criado no sul de Minas, formado na primeira turma do Curso Superior do Audiovisual da ECA-USP, atualmente trabalha como roteirista do Núcleo de Conteúdo da TV Câmara, em Brasília. Diretor dos filmes "A menina metalingüística e o garoto melancólico", curta-metragem em 35 mm , produzido com apoio do Programa Petrobras Cultural, em 2009; "A Farsa do Acre", produção da ECA-USP, selecionado para diversos festivais, e premiado no Festival Brasileiro de Cinema Universitário e no CineEsquemaNovo; "Seu Djalma", documentário em vídeo; Teve o projeto de roteiro de longa-metragem "O degustador de genéricos" selecionado pelo Edital para desenvolvimento de roteiros de longa-metragem da Secretaria de Cultura de São Paulo. Como roteirista foi selecionado três vezes para o Workshop de Roteiro do Festival Curtacinema, levando uma menção honrosa pelo roteiro "A florista do outro lado da praça" com o qual também foi finalista do Festival Rio Digital. Adaptou o conto "Tiro de Guerra 35", de Alcântara Machado, para o Núcleo de Dramaturgia da TV Cultura; Desenvolveu o projeto de seriado "Os segredos dos homens" para o Núcleo de Inteligência para Conteúdo - Nicmeios, em São Paulo. Foi selecionado para Círculo de dramaturgia do Centro de Pesquisa Teatral, do SescSP, em 2008.
Andre Pellenz (Love Express) – diretor, 38 anos, formado em Cinema pela UFF em 1997, com pós-graduação em roteiro e direção pelo American Film Institute (Los Angeles). Esteve em São Paulo por seis anos, onde foi diretor da produtora O2 Filmes e depois da Movi&Art, com prêmios em diversos festivais do Brasil e duas vezes finalista no festival de Cannes. Principais trabalhos recentes realizados na área de cinema/TV: Roteiro e direção de “Que Horas São”, curta-metragem em película totalmente filmado em Lumiar em 2005, premiado no edital de curtas metragens do Minc e exibido em diversos festivais. Roteiro e direção de “Pisando só no Branco”, curta-metragem, 2007-2008, realizado em co-produção com a O2 Filmes/Teleimage. Em finalização. Direção de “O Menino Mofado”, curta-metragem premiado em edital do Minc, recém-finalizado. “Natália”, série dramática, finalista do edital FICTV / Minc. Direção-geral e co-roteirista de 13 episódios.
Patricia Lopes (Love Express)– roteirista, 29 anos. Redatora publicitária por sete anos, em 2008 deixou a agencia DPZ para cursar aulas de roteiro na New York Film University. Emplacou dois grandes projetos: como co-autora e roteirista da série “Natália”, para o Ministério da Cultura/TV Brasil, e da série “Status: solteira”, que ganhou o pitching da Oi TV.
Natara Ney (Um outro ensaio) – montadora, roteirista, 40 anos, formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco e em Teoria da Imagem pela Universidade de Brasília. Trabalhou como montadora dos longas “O rap do pequeno príncipe” (Paulo Caldas e Marcelo Luna), “Separações” (Domingos de Oliveira), “Feminices” (Domingos de Oliveira), Carreiras (Domingos de Oliveira), “A máquina” (João Falcão), “Fica comigo esta noite” (João Falcão), “Porraloukinhas” (Lui Farias), “Juventude” (Domingos Oliveira), O Mistério do Samba (Lula Buarque de Hollanda e Carolina Jabor), Orquestra dos Meninos (Paulo Thiago), “O Guerreiro Didi e a Ninja Lili” (Marcus Figueiredo) entre outros. Na TV, participou das séries “Todas as mulheres do mundo” (Domingos de Oliveira), “Espelho” (Lázaro Ramos), “Sexo Frágil” (especial exibido no Fantástico de João Falcão), “Ó Paí, ó” (temporadas 2008 e 2009, de Monique Gardenberg), “Sons da Bahia” (documentário para TV de Lula Buarque de Hollanda e Paulo Caldas) e “Quase Anônimos” (de Pedro Amorim).
A expectativa é de que o evento seja uma rica contribuição para a formação de novas platéias e um incentivo a produtores e cinéfilos para voltarem seus olhares a esse gênero, campeão de bilheterias, que sempre encantou a todos.

CINEAMOR Programação

Dia 4 de Junho
CENTRO
Local: Teatro Municipal
18:00 - Cerimônia de Abertura do 1º Festival CINEAMOR
Mostra Competitiva Troféu Coração de Ouro - Curtas
Ensaio de Cinema, de Allan Ribeiro
Sinopse: Ele dizia que o filme começava com uma câmera muito suave, com um zoom muito delicado, e avançava em busca de Barbot.
Céu Limpo, de Markley de Aquino e Duarte Dias
Sinopse: Baseado no conto homônimo do escritor cearense Eduardo Campos, Céu Limpo de Markley expõe o drama de Leôncio e Chica que, inseridos numa realidade desoladora e cruel, fazem da esperança a sua principal aliada.
Ana Beatriz, de Clarissa Cardoso
Sinopse: Ana Beatriz e Paulo Roberto ainda não se conhecem, mas foram feitos um para o outro. E desde cedo o dia promete... ser igual a outro qualquer. Filme baseado no conto homônimo de Juliano Cazarré.
19:00 - Sessão CINEAMOR Lançamentos
Longa de Abertura do Festival
Cartas para Julieta, de Gary Winick
Duração: 113min / Cor
Censura: 12 anos
Atores: Amanda Seyfried, Vanessa Redgrave, Gael García Bernal
Sinopse: Garota de férias em Verona encontra carta antiga endereçada a uma certa Julieta e decide respondê-la, fazendo com que a sua autora venha a reviver momentos de grande paixão numa romântica Itália.
21:00 - Sessão CINEAMOR Bem Brasileiro
Histórias de Amor duram apenas 90 minutos, de Paulo Halm
Duração: 93min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Caio Blat, Maria Ribeiro, Luz Cipriota, Hugo Carvana, Daniel Dantas
Sinopse: Escritor com bloqueio criativo começa a acreditar que sua mulher, professora, o trai com outras mulheres. Quando ela se aproxima de uma de suas alunas, o seu ciúme transforma-se em desejo.
Local: Anfiteatro Municipal
23:00 - Música: Marcelo D2
Marcelo D2 despensa apresentações. A mistura do rap com o samba e com as batidas eletrônicas faz dele um artista ímpar na cena musical brasileira. Marcelo aceitou o desafio da organização do 1° Festival CINEAMOR e vai mostrar para o público que os rappers também podem ser românticos e muito.
Lumiar
Local: Casarão de Lumiar
19:00 - Sessão CINEAMOR Clássico
Amor, Sublime Amor, de Robert Wise / Jerome Robbins
Duração: 152min / Cor / Musical
Censura: 12 anos
Atores: Natalie Wood, Richard Beymer, Russ Tamblyn, Rita Moreno, Georges Chakiris
Sinopse: Versão musical adaptada da trágica história de amor “Romeu e Julieta”, de Shakespeare, vibrantemente revivida por Tony e Maria e tendo como pano de fundo as lutas de gangues no bairro latino de Nova York.
21:00 - Música: Quarteto Cineamor
Os músicos friburguenses Zébinho,Thiago Guzzo, Philip Guttwein e Neyrian toparam este desafio amoroso e montaram um repertório de primeira recheado das boas e açucaradas músicas de filmes de amor para esquentar os corações do público nesta primeira edição do Festival CINEAMOR.
São Pedro da Serra
Local: Espaço Cultural São Pedro da Serra
20:00 - Sessão CINEAMOR Sexy
... E Deus criou a mulher, de Roger Vadim
Duração: 92min / P&B
Censura: 18 anos
Atores: Brigitte Bardot, Jean-Louis Trintignant, Curd Jürgens
Sinopse: Garota órfã, muito liberal, sedenta de prazer, estigmatizada em St. Tropez , onde vive, é desejada por homem mais velho, enquanto casa-se com o irmão do homem que ela realmente ama. O filme era anunciado na época como: “... e Deus Criou a Mulher enquanto o Diabo criou Brigitte Bardot!”

Dia 5 de Junho
Nova Friburgo
Local: Teatro Municipal
19:00 - Mostra Competitiva Troféu Coração de Ouro – Curtas
Uma canção de dois humanos, de Giovane Barros
Sinopse: Emoções estranhas acontecem quando um homem prepara o corpo de sua mulher morta.
Vida vertiginosa, de Luiz Carlos Lacerda
Sinopse: Enquanto se maquia para entrar em cena, uma atriz conta para outra uma louca história de amor. Não sabemos se inventada ou vivida por ela. Inspirado em contos de João do Rio.
Sessão CINEAMOR Bem Brasileiro:
Romance, de Guel Arraes
Duração: 100min / Cor
Censura: 14 anos
Atores: Wagner Moura, Letícia Sabatella, Andréa Beltrão, Vladimir Brichta, José Wilker, Marco Nanini, Tonico Pereira
Sinopse: Ator e diretor de teatro apaixona-se pela atriz com quem contracena enquanto encenam “Tristão e Isolda”. Vivem um romance até que o sucesso dela na TV e o seu envolvimento com outro ator dificultam a relação.
21:30 - Mostra Competitiva Troféu Coração de Ouro – Curtas
Fácil como a vida, de Pedro Perazzo
Sinopse: A construção do relacionamento de Gabriel e Clara, a evolução de intenções e sentimentos. Durante este recorte da vida deles, observa-se a possibilidade de surgir um sentimento maior. “Fácil como a Vida” é uma livre adaptação do conto “Dafne Adormecida”, presente no livro “Dentes Guardados”, do escritor Daniel Galera.
O Cão, de Luciano Dantas Bugarin
Sinopse: Augusto ama seu cão Pestana. Ele é seu melhor companheiro. Mas um dia, ao levá-lo para passear, descobre que seu cão está doente. O veterinário diz que Pestana precisa de um transplante de coração para continuar vivendo, mas Augusto não tem como pagar por essa operação. Essa situação o desespera. Até que ponto ele iria para poder salvar seu cão?
Sessão CINEAMOR Romance, Ciúme e Traição
Coração Louco, de Scott Cooper
Duração: 112min / Cor
Censura: 16 anos
Atores: Jeff Bridges, Colin Farrel, Paul Herman, Maggie Gyllenhaal
Sinopse: Um decadente cantor e compositor de música country se apaixona por uma jornalista e decide viver uma grande história de amor, enquanto seu agente insiste para que ele una forças com um grande astro, que já foi seu pupilo.
Local: Anfiteatro Municipal
23:00 - Música: Brasov
Brasov é uma das bandas mais “cult” da cena musical carioca. O fato de tocarem um repertório tão eclético – que vai da música cigana do Leste Europeu, passando por clássicos de Roberto Carlos, músicas do Cabo-Verde e até o Jingle das Piscinas Toni – confere à banda uma “pegada” que faz sua diferença. Seus integrantes são conhecidos pela excelência musical e as apresentações da Brasov são sempre muito performáticas e bem humoradas.
Local: Cineclube do Barão
20:00 - Sessão CINEAMOR Clássicos Modernos
Antes do Amanhecer, de Richard Linklater
Duração: 105min / Cor
Censura: 12 anos
Atores: Ethan Hawke, Julie Delpy, Andrea Eckert
Jovem americano encontra estudante francesa em viagem de trem pela Europa. Apaixonam-se intensamente, mas ele sabe que deve voltar ao seu país no dia seguinte e ela seguirá para Paris. Resta aos jovens aproveitarem ao máximo as suas companhias e viverem a sua paixão no pouco tempo que ainda lhes resta.
Local: Usina Cultural
21:00 - Sessão CINEAMOR Sexy
Lady Chatterly, de Pascale Ferran
168min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Marina Hands, Jean-Louis Coulloch, Hippolyte Girardot
Mulher inglesa da alta sociedade, cujo marido voltou paralítico da 1ª Grande Guerra, é recomendada a passar mais tempo ao ar livre. Acaba usando como abrigo a cabana do guarda-caça local, com quem estabelece um tórrido romance, desafiando a moral vigente e as diferenças sociais de sua época. Ela renasce então como mulher, numa verdadeira autodescoberta junto à exuberante natureza. Adaptação do romance homônimo de D.H. Lawrence.
Lumiar
Local: Casarão de Lumiar
19:00 - Sessão CINEAMOR Clássicos Modernos
Quatro casamentos e um funeral, de Mike Newell
Duração: 118min / Cor
Censura: 12 anos
Atores: Hugh Grant, Andie MacDowell, Kristin Scott Thomas
Sinopse: Solteirão convicto acaba conhecendo num casamento uma bonita e sedutora americana, por quem se apaixona. Apesar de ter sempre descartado a idéia de envolver-se sentimentalmente, passa a perseguir sua paixão, que está de casamento marcado... com outro!
São Pedro da Serra
Local: Espaço Cultural São Pedro da Serra
20:00 - Sessão CINEAMOR Sexy
O Último Tango em Paris, de Bernardo Bertolucci
Duração: 123min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Marlon Brando, Maria Schneider, Maria Michi
Sinopse: Viúvo e jovem se encontram quando buscam um apartamento para morar, em Paris. Desde o início acontece um eletrizante romance entre os dois, envolto em muito sexo e que os fará, aos poucos, reverem suas atitudes e seus comprometimentos.
22:00 - Música: Quinteto Afonso Vieira
Formado por Afonso Vieira (bateria), Chiquinho Neto (piano/teclados), Jimmy Sta. Cruz (baixo), Marcos Amorim (guitarra) e Da Do (saxes e flauta), o Quinteto Afonso Vieira produz um som de alta voltagem, resultado de um perfeito e sensível entrosamento entre músicos que se afinam em sets de rara qualidade. De Nino Rota a Gato Barbieri, o Quinteto revisita canções que foram temas dos melhores filmes de amor de todos os tempos. Afonso Vieira morou na Itália por longos anos e participou dos maiores festivais de jazz europeus, sempre ao lado de grandes músicos de várias nacionalidades. Em Roma, ao lado de Gato Barbieri, Oliver Nelson e grande orquestra, Afonso Vieira trabalhou na gravação da trilha sonora do filme “O Último Tango em Paris”, de Bernardo Bertolucci.

Dia 6 de Junho
Nova Friburgo
Local: Anfiteatro Municipal
18:00 - Música: Quinteto Afonso Vieira
Formado por Afonso Vieira (bateria), Chiquinho Neto (piano/teclados), Jimmy Sta. Cruz (baixo), Marcos Amorim (guitarra) e Da Do (sax e flauta), o Quinteto Afonso Vieira produz um som de alta voltagem, resultado de um perfeito e sensível entrosamento entre músicos que se afinam em sets de rara qualidade. De Nino Rota a Gato Barbieri, o Quinteto revisita canções que foram temas dos melhores filmes de amor de todos os tempos. Afonso Vieira morou na Itália por longos anos e participou dos maiores festivais de jazz europeus, sempre ao lado de grandes músicos de várias nacionalidades. Em Roma, ao lado de Gato Barbieri, Oliver Nelson e grande orquestra, Afonso Vieira trabalhou na gravação da trilha sonora do filme “O Último Tango em Paris”, de Bernardo Bertolucci.
Local: Teatro Municipal
19:00 - Mostra Competitiva Coração de Ouro – Curtas
Sitiados, de Marcelo Quintela e Bovnard
Uma história de amor bandido. Numa madrugada de chuva em um sítio isolado, Beth e o marido acordam com estranhos barulhos dentro de casa. Um homem, uma mulher e um invasor, sitiados por uma tempestade que nunca termina.
Depois da curva, de Helton Paulino
Paulo é um jovem e iniciante motorista que ao fazer uma viagem a trabalho se depara com uma série de situações que o fará reavaliar seus próprios sentimentos, colocando em xeque até a existência de uma amizade de anos.
Sessão CINEAMOR Romance, Ciúme e Traição
Hanami - Cerejeiras em Flor”, de Doris Dörrie
Duração: 126min / Cor
Censura: 16 anos
Atores: Elmar Wepper, Hannelore Elsner, Aya Irizuki
Sinopse: Esposa decide viajar para o Japão com marido, que sofre de doença terminal, concretizando um velho sonho dele. Mas ela morre antes de embarcarem. Através de uma amiga de sua filha, o marido fica sabendo dos planos da esposa e da sua dedicação a ele. Decide então, numa homenagem de amor, embarcar numa viagem para apreciar o florescer das cerejeiras, símbolos das mudanças da vida.
21:30 - Mostra Competitiva Coração de Ouro – Curtas
São, de Pedro Severien
É uma pena que só levemos a sério as lições da vida quando elas não nos servem mais.
A mais forte, de Rick Mastro
Pelas chaves de um apartamento, duas mães questionam a própria maternidade.
Sessão CINEAMOR Sexy
Shortbus, de John Cameron Mitchell
Duração: 101min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Sook-Yin Lee , Paul Dawson , Lindsay Beamish , PJ DeBoy
Sinopse: Uma terapeuta que nunca teve um orgasmo, um casal de gays começando um relacionamento, uma dominatrix: todos se encontram regularmente num clube underground nova-iorquino onde comentam, discutem e trocam experiências sobre sexo, música e política.
Local: Cineclube do Barão
20:00 - Sessão CINEAMOR Clássicos Modernos
Annie Hall – Noivo Neurótico, Noiva Nervosa”, de Woody Allen
Duração: 93min / Cor
Censura: 14 anos
Atores: Woddy Allen, Diane Keaton, Tony Roberts, Carol Kane
Sinopse: Comediante neurótico e cantora iniciante apaixonam-se e passam a viver juntos. É quando as crises relacionadas às suas diferenças de personalidade começam a se manifestar.
Local: Usina Cultural
21:00 - Sessão CINEAMOR Bem Brasileiro
Eu sei que vou te amar, de Arnaldo Jabor
Duração: 104min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Fernanda Torres, Thales Pan Chacon
Sinopse: Jovem casal passa duas horas fechado em casa, vivendo uma verdadeira sessão de psicanálise num “jogo da verdade” que esmiúça a sua relação com risos, lágrimas e muito amor.
Lumiar
Local: Casarão de Lumiar
19:00 - Sessão CINEAMOR Clássicos Modernos
Ghost – Do Outro Lado da Vida, de Jerry Zucker
Duração: 127min / Cor
Censura: 12 anos
Atores: Patrick Swayze, Demi Moore, Whoopi Goldberg
Sinopse: Jovem casal profundamente apaixonado vive momentos de romance, suspense e ação depois que o marido é assassinado e seu espírito utiliza-se de uma hilária e medíocre médium para proteger sua amada, evitando que ela também sucumba ao seu assassino.
São Pedro da Serra
Local: Espaço Cultural São Pedro da Serra
19:00 - Sessão CINEAMOR Clássico
“Crepúsculo dos Deuses”, de Billy Wilder
Duração: 110min / Cor
Censura: 16 anos
Atores: Gloria Swanson, William Holden, Erich Von Stroheim, Nancy Olson
Magnífico drama retratando a paixão insana de uma famosa e decadente atriz do cinema mudo por fracassado roteirista, pobre e desempregado. Narrativa toda contada em flashback.

Dia 7 de Junho
Nova Friburgo
Local: Teatro Municipal
18:30 - Sessão CINEAMOR Bem Brasileiro
Cão sem Dono, de Beto Brant
Duração: 82min / Cor
Censura: 16 anos
Atores: Julio Andrade, Marcos E. Contreras, Roberto Oliveira, Sandra Possani
Sinopse: Romance entre um homem em crise existencial e uma ambiciosa modelo em início de carreira. Ele, um cético convicto; ela, adiando sempre qualquer plano pessoal. Apaixonados, passam a dividir sonhos e problemas.
20:30 - Sessão CINEAMOR Romance, Ciúme e Traição
Ah! O Amor, de Fausto Brizzi
Duração: 120min / Cor
Censura: 16 anos
Atores: Vincenzo Alfieri, Gianpiero Alicchio, Claudio Biso
Sinopse: Entre um Natal e um Dia dos Namorados, em locais tão distantes quanto Roma, Paris e Nova Zelândia, um verdadeiro torvelinho de paixões nas vidas de seis casais que acabam se entrelaçando de forma romântica, divertida, apaixonada, com muitos beijos e juras de amor eterno.
Local: Usina Cultural
19:00 -Sessão Cineamor Sem Preconceito
Fucking Different São Paulo, de Rodrigo Diaz Diaz, Ricky Mastro, Luciana Lemos, Gustavo Vinagre, Mônica Palazzo, Joana Galvão, Max Julien, Herman Barck, René Guerra, Daniel Favaretto, Silvia Lourenço.
Duração: 97min / Cor
Censura: 18 anos
Sinopse: Este é o quarto filme da série conceitual “Fucking Different”, produzida por Kristian Petersen. A primeira foi rodada em Berlim (2005), a segunda em Nova York (2007) e a terceira em Tel-Aviv (2008). No Brasil, os roteiros abordam a diversidade sexual em 13 histórias onde as mulheres abordam o mundo gay, enquanto que os homens tratam do universo lésbico.
21:00 – Quanto dura o amor
Duração: 80min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Sílvia Lourenço, Danni Carlos, Paulo Vilhena, Maria Clara Spinelli , Gustavo Machado , Fábio Herford
Sinopse: Três jovens, com ambições diversas e um sonho em comum, encontrar o Amor, dividem apartamento numa São Paulo cheia de encontros, desencontros, esbarrões, elevadores, elevados...

Dia 8 de Junho
Nova Friburgo
Local: Teatro Municipal
18:30 - Sessão CINEAMOR Bem Brasileiro
Ah, o Amor,
Local: Usina Cultural
19:00 - Sessão CINEAMOR Sem Preconceito
Felizes Juntos, Wong Kar-Wai
Duração: 96min / P&B e Cor
Censura: 18 anos
Atores: Leslie Cheung, Tony Leung Chiu Wai, Chen Chang
Dois amantes deixam a Hong Kong natal para tentar a vida na Argentina. Lá, um deles abandona o outro e começa a trabalhar na noite. Quando ele retorna, ferido e sangrando, o outro aceita cuidar dele, mas sabe que não há mais como retomar a relação. Tudo acaba se complicando ainda mais quando ele conhece um jovem de Taiwan, pelo qual se interessa.
21:00 – Sessão CINEAMOR SEXY
Eros, de Michelangelo Antonioni, Steven Soderberg, Wong Kar-Wai
Duração: 104min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Li Gong, Chen Chang, Feng Tien, Alan Arkin, Robert Downey Jr, Christopher Buchholz, Regina Nemni, Luisa Ranieri
Sinopse: Três episódios passados em Xangai, Nova York e na Toscana, onde cada diretor narra, em seu estilo peculiar, relações onde o amor e erotismo se confundem. O tema musical, composto e cantado por Caetano Veloso, captura a essência e faz a ligação entre os três segmentos.

Dia 9 de Junho
Nova Friburgo
Local: Teatro Municipal
18:30- Sessão CINEAMOR Romance, Ciúme e Traição
Beijo Roubado, de Wong Kar-Wai
Duração: 90min / Cor
Censura: 16 anos
Atores: Jude Law, Norah Jones, Rachel Weisz, Natalie Portman
Sinopse: Jovem descobre que seu namorado a traiu e decide ir embora, deixando as chaves do apartamento com dono de restaurante. Ela embarca numa viagem de autoconhecimento e redescoberta do amor, onde personagens cruzam o seu caminho expondo seus conflitos e permitindo que ela encontre, através deles, sua redenção.
Local: Usina Cultural
19:00 - Sessão CINEAMOR Sem Preconceito
Do começo ao fim, de Aluisio Abranches
Duração: 100min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Gabriel Kaufmann, Rafael Cardoso , Lucas Cotrin, João Gabriel Vasconcellos, Sinopse: Júlia Lemmertz, Fábio Assunção, Louise Cardoso
Filhos de pais diferentes, dois irmãos têm uma relação muito forte desde a infância. Já adultos, passam a morar juntos e vivem uma intensa e incestuosa história de amor.
21:00 - Sessão CINEAMOR Romance, Ciúme e Traição
Ervas Daninhas, de Alain Resnais
Duração: 104min / Cor
Censura: 16 anos
Atores: André Dussollier , Sabine Azéma , Emmanuelle Devos
Sinopse: Homem casado, pai de família, encontra carteira roubada de uma mulher, dentista, solteira e piloto de avião. Resolve guardar a foto dela, mas vai procurá-la no campo, onde vive. Narrativa muito ágil – e com recursos como a narrativa em off dos pensamentos dos personagens, que contribui para a estrutura deste filme ser retrato instigante do amor.

Dia 10 de Junho
Nova Friburgo
Local: Teatro Municipal
18:30 - Sessão CINEAMOR Sexy
Diário Proibido, de Christian Molina
Duração: 95min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Belén Fabra , Leonardo Sbaraglia , Llum Barrera , Geraldine Chaplin
Sinopse: Mulher francesa, de classe média, escreve diário onde relata sua intensa vida sexual e – quando decide, por mera curiosidade, viver como prostituta de luxo – os seus relacionamentos e as pessoas que cruzam por seu caminho e sua redenção final.
Local: Usina Cultural
19:00 - Sessão CINEAMOR Sem Preconceito
Pecado da carne, de Haim Tabakman
Duração: 91min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Zohar Shtrauss, Ran Danker, Tinkerbell, Tzahi Grad
Sinopse: Judeu ortodoxo casado, pai de quatro filhos, apaixona-se por estudante de 24 anos. O homossexualismo na comunidade judaica ortodoxa é o tema deste filme perturbador.
21:30 - Sessão CINEAMOR Bem Brasileiro
Viajo porque preciso, volto porque te amo, de Marcelo Gomes e Karim Aïnouz
Duração: 75min / Cor
Censura: 16 anos
Atores: Irhandir Santos
Sinopse: Recém-separado da mulher, geólogo parte para o sertão para estudar o desvio que será feito no percurso de um rio e o impacto sobre a população que vive à sua margem. Enquanto para uns as modificações trazem esperança, para outros representa um declínio dos potenciais de sobrevivência. Um road-movie com cenas documentais.

Dia 11 de Junho
Nova Friburgo
Local: Teatro Municipal
18:30 - Mostra Competitiva Coração de Ouro – Curtas
Ressaca, de René Brasil
Sinopse: Um casal acorda no dia 25 de Dezembro. Ele está de ressaca e não se lembra do que fez na ceia com a sua família. Ela está bem e o ajuda a se lembrar do que fez. Ele acha que estragou a festa, mas descobre – enquanto vai se lembrando – que havia contado suas experiências dos natais da infância e de como era um tempo de amor e saudade. Ela relembra tudo isso com ele e percebe que para ela esse foi um natal inesquecível.
Palavra Roubada, de Mirela Kruel e Felipe Diniz
Sinopse: Poesia e lembranças se misturam quando dois homens roubam uma pasta. Um amor do passado é revivido, mostrando que esse sentimento pode ser, sim, atemporal.
Sessão CINEAMOR Bem Brasileiro
Amores, de Domingos de Oliveira
Duração: 95min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Domingos de Oliveira, Vicente Barcellos, Maria Mariana , Ricardo Kosovski, Priscilla Rozenbaum, Clarice Niskier, André Mathos
Sinopse: Autor de TV em decadência vive uma relação conflituosa com sua filha e o namorado dela, enquanto sua melhor amiga não confessa não conseguir engravidar apesar de já ter 35 anos, e, além disso, sua irmã, que é uma atriz fracassada, está profundamente apaixonada por um pintor bissexual.
20:30 - Mostra Competitiva Coração de Ouro – Curtas
A menina metalingüística e o garoto melancólico, de Guga Caldas
Sinopse: Inspirado no poema "Teresa", de Manuel Bandeira, o filme narra a história de um Garoto Melancólico que tem três encontros casuais com uma menina. A partir desses encontros, ele começa a divagar sobre a diferença entre a realidade e as imagens pré-estabelecidas que nós temos das coisas. E ilustra seu ponto de vista através de suas teorias sobre a invenção do açaí, a morte de um famoso apresentador de TV e a doença de Manuel Bandeira.
Tchau e Bênção, de Daniel Bandeira
Sinopse: Música tocando, coisas na caixa e ela a caminho. Tudo pronto para o fim.
Sessão CINEAMOR Sem Preconceito
Tiresia, de Bertrand Bonello
Duração: 115min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Laurent Lucas, Clara Choveaux, Thiago Telès
Sinopse: Um padre sequestra um travesti e o mantém em cativeiro em uma fazenda distante. À medida que fica sem os hormônios, o travesti vai voltando à forma masculina. Num momento de ira, o padre cega o rapaz e o abandona à margem de uma estrada. Recolhido, ele desenvolve poderes mediúnicos e torna-se uma celebridade local.
Local: Anfiteatro Municipal
23:00 - Música: Cia. Velha
A carioca, moderninha e criativa Cia. Velha traz para Nova Friburgo o show “Outro 69” . Sugestivo, não? Engana-se quem pensa tratar-se de mais uma sessão do CINEAMOR Sexy. Na verdade, o show é uma homenagem ao som produzido no ano de 1969. Anos libertários, de grande produção musical e artística, e também do amor livre. O repertório, pinçado da lista das Top 100 músicas executadas no ano passado, traz pérolas como My Cherie Amour – Stevie Wonder; As Curvas da Estrada de Santos – Roberto Carlos e Get Back – The Beatles.
Local: Cineclube do Barão
19:00 - Sessão CINEAMOR Clássico
Uma mulher para dois, de François Truffaut
Duração: 104min / P&B
Censura: 14 anos
Atores: Jeanne Moreau, Oskar Werner, Henri Serre, Vanna Urbino
Sinopse: Na França da Belle Epoque, triangulo amoroso se forma entre dois amigos, Jules e Jim, que se apaixonam por Catherine, com quem vivem um liberal relacionamento, mesmo depois que ela e Jules decidem se casar. As situações vão se alterando com o passar dos anos até que o início da 2ª Guerra Mundial faz o contraponto a este clássico de amor.
Local: Usina Cultural
20:00 - Sessão CINEAMOR Sem Preconceito
Direito de Amar, de Tom Ford
Duração: 101min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Colin Firth, Julianne Moore, Nicholas Hoult, Matthew Hoult
Arrasado pela recente morte de seu amante de longa data em um trágico acidente, professor universitário se vê no limite da sua vida, passando a questionar o futuro que tem diante de si.
Lumiar
Local: Casarão de Lumiar
19:00 - Sessão CINEAMOR Clássico
A Estrada da Vida, de Federico Fellini
Duração: 104min / P&B
Censura: 14 anos
Atores: Anthony Quinn, Giulietta Masina, Richard Basehart
Sinopse: A vida e a relação amorosa profundamente conturbada de Gelsomina, vendida ainda criança a um lutador itinerante, a quem passa a ajudar em suas apresentações por praças e circos. Sua luta pela sobrevivência, e as diferenças entre a delicadeza da garota e as atitudes do brutamontes, fazem deste um dos melhores filmes de Fellini.
21:00 - Música: Samba do Gnaisse
O grupo carioca Samba do Gnaisse têm em seu repertório clássicos do choro e do samba de raiz. Têm como ponto forte o ecletismo de seu repertório, que passeia pelo variado universo do samba, incluindo ainda choros e forrós de mestres como Paulinho da Viola, Tom Jobim, Noel Rosa, Cartola, Zeca Pagodinho, Pixinguinha, D. Ivone Lara, entre outros. Formação: Caio Mascarenhas (pandeiro e voz), Paulo Renato (voz, violão e flauta), João Walcacer (cavaquinho), Vitor Saboya (percussão), Diogo Zaverucha (percussão), Igor Visconti (violão) e Antonio Melchior (bandolim). No 1°CINEAMOR não podia faltar o samba, a preferência nacional para embalar e dar ritmo as relações amorosas...
São Pedro da Serra
Local: Centro Cultural São Pedro da Serra
20:00 - Sessão CINEAMOR Clássico
Lolita, de Stanley Kubrick
Duração: 153min / P&B
Censura: 18 anos
Atores: James Mason, Shelley Winters, Sue Lyon, Peter Sellers
Sinopse: Professor universitário, com tendências pedófilas, apaixona-se pela filha da senhoria, com quem acaba casando só para estar perto da garota. Quando a mulher morre num acidente, ele se aproveita para seduzir a garota. Mas nem tudo é como parece. Excelente adaptação do polêmico romance de Vladimir Nobokov, feita pelo próprio.

Dia 12 de Junho
Nova Friburgo
Local: Teatro Municipal
18:30 - Sessão CINEAMOR Lançamento – Especial Dia dos Namorados
Brilho de uma paixão, de Jane Campion
Duração: 119min / Cor
Censura: 14 anos
Sinopse: Atores: Abbie Cornish, Thomas Sangster, Paul Schneider
A história real, narrada pela protagonista, do amor vivido no espaço de três anos pelo poeta John Keats, ainda quase desconhecido, e sua vizinha e exímia costureira, Fanny Brawne no início do Século XIX.
21:00 - Cerimônia de Premiação
Exibição dos três curtas vencedores do concurso de roteiros e projetos do 1° Festival CINEAMOR
A florista do outro lado da praça, de Guga Caldas
Love Express, de André Pellenz
Um outro ensaio, de Natara Ney
Com Amor e ...
Performance de interação entre linguagens: teatro, música, dança e artes visuais com a Cia. Ormeo dirigida por Daniela Guimarães.
Entrega dos Troféus Coração de Ouro e Coração Mole
Local: Anfiteatro Municipal
23:00 - Música: Otto
O pernambucano Otto traz para Nova Friburgo o show de seu último e excelente álbum “Certa manhã acordei de sonhos intranqüilos”. Aclamadíssimo pela crítica musical e inclusive pelo New York Times, Otto neste cd/show visceral mostra porque é tido como um dos expoentes da música contemporânea pernambucana e brasileira. A bela faixa “Crua” deste álbum integra a trilha da nova novela Passione da Rede Globo.
Local: Cineclube do Barão
20:00 - Sessão CINEAMOR Clássicos Modernos
Reconstrução de um amor, de Cristoffer Boe
Duração: 91min / cor
Censura: 14 anos
Sinopse: Atores: Klaus Mulbjerg, Nikolaj Lie Kaas, Maria Bonnevie
Alex conhece Aimée casualmente e passam a noite juntos. No dia seguinte, ele decide largar tudo para ficar com ela. Mas, inexplicavelmente, sua casa não existe e seus amigos não o reconhecem. Desesperado, ele sai pela cidade na esperança de que Aimée se lembre dele.
Local: Usina Cultural
21:00 - Sessão CINEAMOR Romance, Ciúme e Traição
Canções de Amor, de Christophe Honoré
Duração: 100min / Cor / Musical
Censura: 16 anos
Atores: Louis Garrel, Ludivigne Sagnier, Chiara Mastroianni
Sinopse: Assim como todas as canções de amor contam a mesma história, este grupo de jovens parisienses – que perambula pela cidade, cantando suas emoções – também repete os mesmos e eternos temas sobre o amor, os relacionamentos, os ciúmes, a solidão do não amar. Estilo ousado do diretor que mistura seus atores em imagens absolutamente documentais da cidade de Paris, fez deste filme o novo “Os Guardas-Chuvas do Amor” do Século XXI.
Lumiar
Local: Casarão de Lumiar
19:00 - Sessão CINEAMOR Clássicos Modernos
Romeu e Julieta, de Franco Zefirelli
Duração: 138min / Cor
Censura: 14 anos
Atores: Leonard Whiting , Olivia Hussey, Milo O'Shea , Michael York
Sinopse: Em Verona, filhos de duas famílias rivais apaixonam-se profundamente, numa excelente adaptação do texto de Shakespeare. Esse amor juvenil, entretanto, está fadado a um final trágico devido aos sentimentos irrascíveis e rancorosos dos adultos. Sir Laurence Olivier empresta sua voz para o prólogo e o epílogo.
São Pedro da Serra
Local: Espaço Cultural São Pedro da Serra
20:00 - Sessão CINEAMOR Sexy
9 ½ semanas de amor, de Adrian Lynne
Duração: 112min / Cor
Censura: 18 anos
Atores: Mickey Rourke, Kim Basinger, Margaret Whitton
Sinopse: Mulher recentemente divorciada é seduzida por um rico homem de negócios numa Nova York repleta de sombras e segredos sexuais de seus habitantes.
22:00 - Música: Forró Descalço
O Forró Descalço é formado Por Rebeca Queiroz (Voz e percussão), Vitor Gonçalves (Sanfona e voz), Carol Panesi (Violino, voz ) e Cesinha (pandeiro e zabumba e voz) .No repertório estão clássicos de Luiz Gonzaga, preciosidades de João do Valle, Marines, Jackson do Pandeiro, Gilberto Gil, Chico Buarque, Hermeto Pascoal, Sivuca, Dominguinhos, entre outros.O grupo traz na essência o forró de raiz para se dançar juntinho!

Dia 13 de Junho
Nova Friburgo
Local: Anfiteatro Municipal
17:00
Música: Banda Campesina Friburguense
A Banda Campesina encerra em grande estilo musical cinematográfico o 1° Festival CINEAMOR em um espetáculo onde trilhas de cinema de todos os tempos serão interpretadas de maneira sofisticada e grandiosa como só a centenária Banda Campesina sabe fazer...
Local: Teatro Municipal
19:00 - Sessão CINEAMOR Bem Brasileiro
Apenas o fim, de Matheus de Souza
Duração: 80min / Cor
Censura: 16 anos
Atores: Érika Mader, Gregório Duvivier, Marcelo Adnet, Nathalia Dill, Anna Sophia Floch, Álamo Facó, Julia Gorman
Sinopse: Garota tem apenas uma hora para fazer um “balanço” da sua relação com o namorado, quando decide largar tudo e por o pé na estrada. Ele tenta convencê-la do contrário e passam o tempo entre lembranças do que viveram e sonhos que gostariam de concretizar.
21:00 - Sessão CINEAMOR Lançamento/Sessão de encerramento do Festival
Coco Chanel & Igor Stravinsky, de Jan Kounen
Duração: 120min / Cor e P&B
Censura: 14 anos
Atores: Anna Mouglalis, Mads Mikklesen, Yelena Morozova
Sinopse: Durante a fase mais criativa da carreira de ambos, Chanel e o compositor Stravinsky vivem intensa paixão. Ele, exilado russo, casado e com sua família, é hospedado em sua casa de campo por uma Coco Chanel rica, famosa e curando-se do falecimento de seu amante “Boy” Capel.
Local: Cineclube do Barão
19:00 - Sessão CINEAMOR Clássico
Doutor Jivago, de David Lean
Duração: 201min / Cor
Censura: 14 anos
Atores: Omar Sharif, Julie Christie, Geraldine Chaplin, Rod Steiger, Alec Guiness
Sinopse: História narrada em flashback pelo meio-irmão do médico russo Yuri Zhivago, que busca por uma suposta filha que ele teria tido com a enfermeira Lara, ambos casados, e que viveram um grande drama de amor em meio ao cenário transformador da Revolução Bolchevique de 1917.
Local: Usina Cultural
20:00 - Sessão CINEAMOR Bem Brasileiro
Filme de Amor, de Julio Bressane
Duração: 116min / Cor
Censura: 16 anos
Atores: Bel Garcia, Josi Antello, Fernando Eiras
Sinopse: Duas mulheres e um homem, trancados num pequeno e pobre apartamento, vivem um triangulo amoroso onde discutem suas emoções, sentimentos, desejos e sonhos.
Lumiar
Local: Casarão de Lumiar
19:00 - Sessão CINEAMOR Clássico Moderno
Love Story - Uma história de Amor”, de Arthur Hiller
Duração: 100min / Cor
Censura: 14 anos
Atores: Ali MacGraw, Ryan O’Neal, John Marley, Ray Milland
Sinopse: Um casal de jovens universitários se conhece, apaixona-se e decide rapidamente casar, contrariando a vontade do rico pai do noivo, que o deserda. Como a moça não consegue engravidar, submete-se a uma série de exames que vêm a revelar ser ela portadora de uma grave doença.
São Pedro da Serra
Local: Espaço Cultural São Pedro da Serra
19:00 - Sessão CINEAMOR Clássico
Um homem e uma mulher, de Claude Lelouch
Duração: 102min / P&B
Censura: 14 anos
Atores: Anouk Aimée, Jean-Louis Trintignant, Pierre Barouh
Sinopse: Casal de viúvos, ele piloto de corrida e ela roteirista, se conhece visitando seus respectivos filhos em colégio interno e acaba por se apaixonar, apesar das lembranças marcantes de seus relacionamentos anteriores. O uso do Preto & Branco nas sequências de memória adiciona um item de beleza e interesse a essa história de amor, além da música-tema de Francis Lai e do “Samba da Benção”, de Baden Powell e Vinícius de Moraes, na trilha sonora.

EXPOSIÇÕES:
BEIJOS CINEMATOGRÁFICOS: Fotos de Fernando Braune
Não à toa muitos cineastas seguem perseguindo “o grande beijo”. Catalisador de geração de energia do organismo humano, o “beijo” representa, antes de tudo, a unidade. No entanto, inúmeros sentidos ambivalentes de união estão ali encerrados: seja no “osculum” que resulta da união espiritual como narrado no “Cântico dos Cânticos”, no beijo do Espírito Santo que também deifica o homem, nos beijos de submissão aos reis e juízes na antiguidade, no beijo vassalo ao senhor feudal, no beijo dos amantes, cada um com seus significados, mas todos carregando em si algo de paixão.
Assim, partindo da transcendência de significados do beijo fotografei os meus “Beijos Cinematográficos” em meio a uma excessiva quantidade de matéria depositada sobre as imagens em contraste com uma atmosfera espiritual.
As imagens fotografadas a partir dos filmes foram impressas em preto e branco em papel cartão, trabalhadas à mão com lápis pastel seco e tinta acrílica, após o que foram digitalizadas e reforçadas em computador. Finalizadas , as imagens foram impressas em telas de lona, onde uma série de elementos, relacionados de alguma forma à transmissão de energia (capacitores, resistores, diodos, metais) foram bordados sobre as telas, alinhavados pela paixão desmedida da cor vermelha, em equilíbrio com o violeta.
Local: Usina Cultural
Praça Getúlio Vargas 55 – Nova Friburgo
Abertura: 03 de junho de 2010 às 19 horas
Horário de Funcionamento entre os dias 03 e 13 de junho:
De segunda a quinta de 9:00 as 22:00 e de sexta a domingo de 10:00 as 24:00.

O AMOR EM PAZ
As paredes das salas de exposição do ECSPS serão cobertas de todos os tipos de material impresso que expressem alguma forma de AMOR (fraterno, paixão, aos animais, etc.) EM PAZ. As peças expostas foram feitas, recolhidas e pesquisadas junto à população local e visitantes.
Local: Espaço Cultural São Pedro da Serra
Rua Rodrigues Alves, 237 – São Pedro da Serra
Horário: Durante o Festival CINEAMOR a exposição estará aberta à visitação durante o horário de funcionamento do ECSPS (terça a sexta de 13 h às 20 h e sábado e domingo de 11 h às 22 h).

SERVIÇO
Endereços dos locais de exibição:
Teatro Municipal de Nova Friburgo – Tel (22) 2522 9966
Praça do Suspiro, s/n - Centro - Nova Friburgo
Cineclube do Barão – Tel (22) 2533 1144
Praça Getúlio Vargas, nº 71 - Centro - Nova Friburgo
Usina Cultural Energisa – Tel (22) 2102 2523
Praça Getúlio Vargas, nº 55 - Centro - Nova Friburgo
Espaço Cultural São Pedro da Serra – Tel (22) 2542 3365
Rua Rodrigues Alves, nº 237 - São Pedro da Serra
Casarão de Lumiar
Praça Carlos Maria Marchon, s/n - Lumiar

www.cineamor.com.br

terça-feira, 18 de maio de 2010

Dia internacional combate a homofobia é comemorado com apoio da população por avanços sociais na cidade


Estudantes manifestam espontaneamente apoio às causas LGBT


O Centro Regional de Referência de Promoção da Cidadania LGBT – Hanna Suzart comemorou o dia internacional de combate a homofobia, na última segunda, 17, colhendo assinaturas da população friburguense em apoio ao projeto de lei 013/09 que proíbe discriminação a pessoas em razão de sua orientação sexual. O 17 de maio é comemorado como o dia internacional de combate a Homofobia, pois neste mesmo dia, no ano de 1993, a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da classificação de doença.

O projeto de lei 013/09 ainda nem foi apresentado a Câmara Municipal de Nova Friburgo, mas já tem despertado interesse desde que a população tomou conhecimento de sua existência, por se tratar de uma proposta de lei que criminaliza a discriminação em razão da orientação sexual, garantindo os direitos e a cidadania da diversidade, o que vai de encontro as reivindicações dos Centro de Referência.

A ação foi bem recebida pela população friburguense, foram recolhidas centenas de assinatura, com adesão principalmente de estudantes, que numa demonstração de apoio e esclarecimento, compareceram maciçamente a barraca montada especialmente para evento e decorada com bandeiras do arco-íris, símbolo internacional da militância LGBT.

O Centro Referência é um convênio entre o Governo Municipal e de Estado, que além de acolher e atender a população, parentes e amigos LGBTs, orienta a população em geral sobre os direitos LGBTs, forma e fortalece uma rede social de apoio, sensibiliza e capacita gestores públicos, participa da formação e adequação de políticas públicas e contribui para formação de um banco de dados estadual sobre homofobia.

Centro de Referência já conta com equipe para atendimento ao público e tem data marcada para inauguração

Durante a ação a equipe do Hanna Suzart já pode contar com o apoio de novos profissionais - um advogado, uma psicóloga, uma assistente social e um auxiliar administrativo - selecionados a partir de um edital público, seleção de currículos e entrevista, realizados juntamente com a Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos, da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos do Governo do Estado.

O Hanna Suzart está com a cerimônia de inauguração prevista para o dia 07 de junho, com horário e local a serem definidos, a partir de então os atendimentos e as ações em conjunto com a população da região centro norte-fluminense terão início efetivamente, no endereço: Avenida Alberto Braune, 223 - Centro – antiga Rodoviária Leopodina. Horário de funcionamento: 09 ás 18h.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Cultura e sexualidade

Maurício Siaines (*)

Não faz sentido considerar o indivíduo sem a sociedade em que ele se forma e, da mesma maneira, não é possível conceber a sociedade sem os indivíduos. É o indivíduo que age, mas sempre o faz recorrendo aos padrões que a vida social lhe oferece. Desde a língua em que o indivíduo exercita a fala nos primeiros momentos de sua vida até os posicionamentos que exigem reflexão, como as escolhas políticas, por exemplo, há algo anterior ao indivíduo que o leva a agir, alguma norma, algum padrão.

Tudo isto toma uma aparência mais complexa quando lidamos com o inconsciente do indivíduo, onde se encontram as forças que formam o que chamamos de desejo, entre elas, a sexualidade. Esta, embora dependa da fisiologia, isto é, de hormônios que se sucedem no corpo humano, estimulando-se ou neutralizando-se uns aos outros, expressa-se através das linguagens que a sociedade permite. Em outras palavras, depende da cultura em que o individuo está inserido.

Esta discussão é oportuna porque há na Câmara Municipal de Nova Friburgo o Projeto de Lei 013-09 do vereador Cláudio Damião (PT) que “proíbe qualquer forma de discriminação a pessoas em razão de sua orientação sexual e dá outras providências”.

A realização da sexualidade é atividade privada e não pode haver qualquer determinação legal de como ela deva acontecer, mas pode haver meios legais para proteger sua realização, pois fazer sexo, seja de que maneira for, é um direito do cidadão. Evidentemente, o uso da violência está excluído desse direito, assim como a prática em público, que force a participação no ato de outras pessoas que não a desejam. Em outras palavras, não havendo estupro ou invasão da privacidade alheia, qualquer prática sexual deve ser lícita.

A homofobia é atitude de restrição à parte da sociedade composta de pessoas que têm relações com pessoas do mesmo sexo. Esta atração por pessoas do mesmo sexo é característica de algumas pessoas, que são discriminadas por isto, apesar de terem as mesmas obrigações e pagarem os mesmos impostos. O problema da homofobia é justamente este: trata-se de discriminação, de atentado a um direito humano.

Um outro aspecto desta questão é que é comum haver associação da ideia de virilidade com gestos e atitudes violentas, seja por preconceito, seja por temor de determinados homens em relação à sua própria sexualidade, a seu próprio desejo. É comum, em um universo masculino, de indivíduos que se definem como heterossexuais, haver discriminação do homossexual, muitas vezes com uso de violência física. Uma das hipóteses para explicar tal comportamento, é que tais indivíduos têm medo de encontrar em si alguma semelhança com aquele que é considerado por ele condenável e, por isto, o rejeita.

Sendo isto verdade, combater a homofobia é combater este tipo de atitude, de atacar no outro aquilo que incomoda perceber em si próprio, atitude esta, a fonte da violência e da discriminação. E o Projeto de Lei de Cláudio Damião contribui para o debate desta questão.

(*) Jornalista, mestre em sociologia

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Projeto de lei contra discriminação por orientação sexual que tramita em Nova Friburgo

LEI ANTI-HOMOFOBIA - PROÍBE QUALQUER FORMA DE DISCRIMINAÇÃO A PESSOAS EM RAZÃO DE SUA ORIENTAÇÃO SEXUAL

Projeto de Lei no 013/09
Proíbe qualquer forma de discriminação a pessoas em razão de sua orientação sexual e dá outras providências.

A Câmara dos Vereadores de Nova Friburgo aprova:

Art. 1º. Fica proibido, no âmbito do Município de Nova Friburgo, qualquer forma de discriminação a pessoas em razão de sua orientação sexual, entendida como liberdade de expressão aberta de seus afetos, de relacionamento emocional ou sexual com pessoas do mesmo sexo ou do sexo oposto, sejam homossexuais masculinos ou femininos, independentemente de seus trajes, acessórios, postura corporal, tonalidade da voz ou aparência.

Parágrafo Único. Entende-se por discriminação, para os efeitos desta Lei, a adoção de medidas que atentem contra a dignidade, o decoro, a reputação, a integridade corporal, a saúde, a liberdade e contra qualquer outro bem fundamental ao pleno exercício dos Direitos Humanos, tais como:
I – Coação ou violência física, psicológica, sexual ou patrimonial;
II – Constrangimento;
III – Tratamento diferenciado;
IV – Preterimento no atendimento;
V – Veiculação ou publicação, por meio da Imprensa ou da rede mundial de computadores, seja através de textos, símbolos, emblemas, ornamentos, áudio, vídeo, fotografias ou outro instrumento de divulgação, incitação ou induzimento de práticas discriminatórias ou preconceituosas;

VI – Proibição de ingresso ou de permanência, recusa de atendimento ou imposição de cobrança de valores extras para ingressar ou permanecer em qualquer estabelecimento privado ou público, ou de outra forma praticar qualquer dos seguintes atos:
a) Imposição de pagamento de mais de uma unidade, nos casos de hotéis, motéis e similares;
b) Impedir a inscrição ou permanência de aluno(a) em estabelecimentos de ensino público ou privado de qualquer ciclo;
c) Impedir o acesso às entradas sociais, aos elevadores, às garagens, às escadas e às unidades abertas de edifícios de qualquer natureza;
d) Proibir o uso de meios de transporte em geral, quando destinados á utilização pública;
e) Impedir a frequência ou utilização esporádica de bares, restaurantes, casas de show, estádios, cinemas, teatros, parques, clubes sociais ou outros estabelecimentos recreativos;
f) Negar ou preterir atendimento médico ou ambulatorial em qualquer hospital, casa de saúde, clínica, consultório, laboratório ou outros estabelecimentos congêneres.
VII – Restringir o direito de celebrar contratos lícitos, inclusive de aluguel ou de compra e venda de imóvel, ou criar embaraços à utilização plena e devida das dependências comuns quer limitando o uso do proprietário, do locatário, de familiares ou amigos;
VIII – Impedir contratação trabalhista ou outro direito relativo à manutenção da relação empregatícia, bem como promoções ou ascensões profissionais;
IX – Negar acesso a cargos e funções da Administração Pública Direta ou Indireta ou impedir a participação em concurso público;
X – Negar a identificação da pessoa pelo “nome social” escolhido, quando expressamente solicitado pelo interessado.

Art. 2º. O Poder Executivo penalizará o infrator, bem como todo estabelecimento comercial, industrial, entidades, representações, associações, sociedades civis ou de prestação de serviço, órgãos da Administração Pública Direta ou Indireta que, por atos de seus proprietários, prepostos, funcionários ou servidores, discriminem pessoas em função de sua orientação sexual.
§1º. Considera-se também infrator aquele que, direta ou indiretamente, tenha concorrido para a infração.
§2º. As sanções a que estão sujeitos os infratores são aquelas cominadas na Lei Estadual no. 3406, de 15 de maio de 2000 e os valores apurados em razão das multas pagas pelos infratores devem ser gerenciados pelo Poder Executivo, o qual assegurará e garantirá a participação e a orientação das organizações representativas da população específica.
§3º. As sanções administrativas serão aplicadas sem prejuízo das sanções civis e penais cabíveis.
§4º. O Poder Executivo deverá comunicar o fato à Autoridade Policial ou ao Ministério Público para que sejam tomadas as providências legais no que couber, bem como deverá proceder à abertura de inquérito administrativo para apuração das infrações denunciadas por qualquer pessoa do povo.

Art. 3º. O Poder Executivo deverá manter setor especializado para receber denúncias sobre as formas de discriminação previstas nesta Lei.
Parágrafo Único. O setor especializado, para os efeitos do caput deste artigo, é o Centro de Referência em Direitos Humanos de Prevenção e Combate à Homofobia do Município de Nova Friburgo.

Art. 4º. O Poder Executivo deverá implementar as medidas necessárias a fim de garantir a concessão dos pedidos de pensão para companheiros do mesmo sexo de funcionários públicos municipais cuja união seja devidamente comprovada, de acordo com a Lei 3786, de 26 de março de 2002.

Art. 5º. Fica instituído, no Município de Nova Friburgo, o Dia de Luta contra a Homofobia, a ser comemorado no dia 17 de maio de cada ano.

Art. 6º. O Poder Executivo regulamentará a presente Lei em até 30 (trinta) dias a contar de sua publicação.

Art. 7º. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.


Cláudio Damião
Vereador




JUSTIFICATIVA


O Brasil, principalmente a partir do Governo Luiz Ignácio Lula da Silva, vem desenvolvendo medidas visando a coibir a homofobia. Comportamentos anti-homossexuais, preconceito, discriminação vêm sendo alvo de repressão, de esclarecimento, de educação em políticas públicas em níveis federal, estaduais e municipais. Exemplo disso é a publicação “Brasil sem Homofobia”, do Programa de Combate à Violência e à Discriminação contra GLBT e de Promoção da Cidadania homossexual do Ministério da Saúde/Conselho Nacional de Combate à Discriminação.
Assim, é dever do Município implementar ações que resguardem direitos da população-alvo deste Projeto, valorizando a liberdade das orientações sexuais e o respeito à dignidade de seu sexo, quer por determinação biológica, quer por opção.
A proposta in casu pretende incluir Nova Friburgo nessa política de vanguarda. Reconhecer a aplicação das garantias fundamentais constitucionalmente previstas também para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros é questão em pauta na Ordem do Dia.
A pretensão de eliminar por completo todas as formas de discriminação certamente não se dará com a entrada em vigor de uma Lei, contudo é mais um passo em direção a uma sociedade não homofóbica, em que prevaleça a diversidade, a diferença natural e cultural entre as pessoas.
Devemos legar para nossas gerações atitudes que promovam justiça e equidade. Impor o reconhecimento dos direitos dessa comunidade não-heterossexual através de sanções administrativas, no âmbito do Município de Nova Friburgo, é medida salutar, conveniente e de grande utilidade.


Cláudio Damião
Vereador

Homofobia = rejeição + ódio + aversão + discriminação + violência contra LGBT

Organização:

Informações: (22) 9102-4760 / 9816-3938/ 9858 -0333/ 9204-3641 E-mail: moverse@yahoo.com.br


Realização:

Grupo Mover-se – Movimento da Diversidade Sexual na Serra


Apoio:
Prefeitura de Nova Friburgo
Centro Regional de Prevenação e Combate a Homofobia Hanna Suzart
Av. Alberto Braune 223, Centro - Nova Friburgo - RJ
(22) 2523 7907 friburgo.lgbt@hotmail.com
Governo do Estado do RJ
SEASDH
SUPERDIR
Grupo Arco-Iris
Loading...